Cuidador de idoso é definido como uma pessoa que cuida de pessoas que possuem certas limitações ou dependência para realizar atividades do dia a dia. É função principal do cuidador, desenvolver atividades que promovam a manutenção ou melhoria da qualidade de vida da pessoa idosa.  O trabalho de cuidador de idoso deve ser guiado pelos princípios de solidariedade, compaixão e paciência.

 

Abaixo fizemos uma lista das principais funções de um cuidador de idoso.

1 – Atividades Básicas do Cotidiano

2 – Promover o bem-estar do Idoso

3 – Cuidar da alimentação

4 – Cuidar da saúde do idoso

5 – Cuidar do Ambiente Domiciliar

6 – Incentivar a Cultura e Educação

7 – Acompanhar em Viagens e Férias

Essas são as 7 principais atividades atribuídas ao profissional, contudo existem inúmeras atividades que se enquadram dentro das categorias principais acima citadas. Abaixo descrevemos de forma específica as ações que devem ser desenvolvidas pelo cuidador de idoso.cuidador de idoso

1 – Atividades Básicas do Cotidiano

            Cuidar a higiene e aparência do idoso.

            Verificar horários de realização das atividades diárias.

            Cuidar da alimentação, ajudar no banho e nas necessidades fisiológicas.

            Estar sempre atento às ações do idoso.

            Sempre informar-se do dia a dia do paciente no retorno da folga.

            Fazer breve relatório do dia a dia da pessoa idosa para seus responsáveis.

 

 2 – Promover o bem-estar do Idoso

            Sempre ouvir a pessoa idosa, respeitando sua necessidade de conversar.

            Dar apoio emocional e psicológico.

            Promover a recuperação da autoestima quando necessário.

            Ser afetivo

            Estimular a independência, deixando o idoso realizar trabalhos e atividades desde que possua condições físicas para tal.

            Dar auxílio e respeitar as crenças espirituais e religiosas da pessoa idosa.

 

3 – Cuidar da alimentação

            Preparar de refeições, observando a qualidade e variedade dos alimentos utilizados.

            Controlar o estoque de comida e fazer compras conforme lista e cardápio.

            Estimular e controlar a alimentação para que aconteça em horários e em quantidade adequada.

 

4 – Cuidar da saúde do idoso

            Monitorar a qualidade do sono.

            Monitorar a temperatura, assim como anomalias na urina e fezes.

            Observar possíveis alterações físicas e alterações no comportamento.

            Prestar auxílio em terapias ocupacionais e físicas.

            Controlar o horário adequado de ingestão dos medicamentos, assim como armazenar e organizar os medicamentos de forma adequada.

            Acompanhar o idoso em consultas e em atendimentos médicos de rotina.

            Relatar a orientação médica para os responsáveis e seguir plenamente a orientação médica.

 

5 – Cuidar do Ambiente Domiciliar

            Realizar afazeres domésticos e manter o ambiente sempre organizado e limpo.

            Certificar-se que o ambiente é adequado para a vivência do idoso e se não for, promover melhorias para evitar acidentes.

            Cuidar dos objetos pessoais e das roupas da pessoa de idade.

            Arrumar a cama de acordo com a necessidade da pessoa cuidada.

 

6 – Incentivar a Cultura e Educação

            Estimular a atividade cerebral da pessoa cuidada através da leitura d jornais, revistas ou livros. E deixa-los sempre organizados e a disposição do idoso.

            Incentivar a prática de esportes e dança.

 

7 – Acompanhar em Viagens e Férias

            Fazer passeios curtos frequentes

            Planejar viajem, arrumando mala, selecionando os remédios e documentos e números de telefone necessários.

            Preparar a alimentação da viajem sempre com antecedência.

            Acompanhar o idoso em atividade sociais e culturais.

acompanhante de idoso

Acima listamos as principais funções de um cuidador de idoso profissional. O cuidador é um ser humano de qualidades especiais, que expressa forte amor à humanidade, de solidariedade e capacidade de doação. Para desempenhar suas funções de maneira plena, o profissional da área deve possuir algumas características ou podemos chamar também de competências que listamos abaixo.

Características profissionais do cuidador:

  1. Possuir e manter adequado preparo físico, espiritual e emocional.
  2. Cuidadoso com sua aparência, assim como higiene pessoal.
  3. Ser educado e possuir boas maneiras e comportamento
  4. Capacidade de adaptação em diferentes padrões familiares e comunitários.
  5. Demonstrar respeito, sensibilidade, paciência assim como ser atencioso.
  6. Ser calmo, discreto e permanecer tranquilo diante de situações críticas.
  7. Ser otimista frente a condições adversas.
  8. Em situações especiais, superar seus limites físicos e emocionais.
  9. Ser forte e ter capacidade de superar seus limites físicos e emocionais quando necessário.
  10. Reconhecer seus limites e saber quando e onde procurar ajuda.
  11. Demonstrar criatividade frente aos problemas do cotidiano.
  12. Possuir capacidade de lidar com a agressividade.
  13. Ser capaz de superar frustações e sentimentos negativos.
  14. Ter conhecimento e seguir normas e estatutos vigentes.
  15. Domínio de noções básicas e primárias de saúde.
  16. Dominar técnicas de movimentação para evitar quedas e o idoso se machucar.
  17. Ser um profissional honesto e com conduta moral digna.

Resumidamente, a  função do cuidador de idoso é acompanhar e auxiliar a pessoa idosa, fazendo para ela somente atividades que ela não tem condições de fazer sozinha.

Então, resumidamente as principais atribuições  de um cuidador de idoso são: Ser um elo entre a família, a pessoa cuidada e a equipe médica. Além disso, ajuda no controle do uso de medicações, nos cuidados com higiene pessoal e alimentação. Auxílio na locomoção e realização de atividades físicas também fazem parte do dia a dia do cuidador.

É muito importante destacar que não são atribuições do cuidador  realizar procedimentos médicos que são restritos a profissionais da saúde como médicos e enfermeiros com formação estabelecida.

Principais fontes desse artigo: uesc.br – Ministério da Saúde